Fórmula 1 Nutella

Um dos maiores memes da atualidade — depois do “gemidão” e do Mundial do Palmeiras — é o tal raiz X nutellaA ideia é muito simples: todas as situações, profissões e gerações podem ser comparadas pelas épocas a que pertencem. A raiz é aquela que remete às origens, à essência, ao formato básico, verdadeiro; já a nutella está ligada à ideia de coisas prontas, passadas por imensas transformações até chegar ao potinho cremoso artificial que tem nome ligado a coisas ‘de raiz‘.

Hoje, inegavelmente, acompanhamos a Fórmula 1 Nutella. Motivos não faltam, e já os discutimos por aqui muitas vezes. Três anos atrás, por exemplo, meu amigo Lucas Giavoni falou que vivíamos “dias de Super Nanny“. As muitas punições, as reclamações via rádio, tudo isso faz parte do pacote. Faz parte, até, o fato de os pilotos conhecerem todas as pistas como a palma da mão através de… simuladores.

Continue reading “Fórmula 1 Nutella”

Monza

Os finais de semana de GP da Italia são recheados de expectativa e emoção. Nada como acordar no domingo sabendo que por pouco mais de uma hora teremos os carros da F1 chegando em suas máximas velocidades, sempre cercados de tradição e de uma legião de fãs genuinamente apaixonados.

Esse clima todo é um palco perfeito para um campeonato polarizado. Não mais polarizado nas mãos da dupla de uma mesma equipes. Temos hoje dois grandes pilotos trabalhando em uma árdua batalha por um campeonato completamente aberto.

Monza nos aparesenta um duelo decisivo, preparando o terreno para os capítulos finais dessa grande temporada!

Continue reading “Monza”

Tony & Helinho

O começo da noite de 27 de setembro de 1997, portanto há quase 20 anos, foi um pouco diferente para quem gosta de automobilismo. De forma até surpreendente, o SBT resolveu transmitir ao vivo a etapa decisiva da Indy Lights, no novíssimo circuito de Fontana, na Califórnia.

A emissora paulista transmitia desde 1995 a Indy e a razão para a aparição daquela corrida era que a decisão do campeonato envolvia dois jovens brasileiros. Tony Kanaan, de 22 anos, e Helio Castro Neves (ainda escrito separado), também de 22, companheiros na equipe Tasman, brigavam palmo a palmo pelo título.

Continue reading “Tony & Helinho”

Nunca decepciona

GP da Bélgica nunca decepciona. Apesar de não contar com ultrapassagens, assistimos mais uma luta direta entre os candidatos ao título. Lewis Hamilton bateu um Sebastian Vettel que ficou a corrida inteira em seus calcanhares.

Penso que Lewis fez o que dele se esperava, incluindo a 68ª pole que o igualou a Michael Schumacher como recordista no quesito. Mas eu estou surpreso positivamente com o desempenho da Ferrari. Eu não acreditava que esta pudesse incomodar a Mercedes nesse nível numa pista de alta, que usa pouca carga de asa. Vettel foi competente o suficiente para conseguir um segundo lugar no grid, à frente de Valtteri Bottas, e arriscou tudo no fim de prova ao colocar pneus supermacios, contra um Hamilton que repetiu os pneus médios em sua última parada.

Continue reading “Nunca decepciona”

Fim de férias! Obrigado!

Férias. Sempre há aquele sentimento gostoso quando elas chegam. Férias é sinonimo de descanso. Um sonho. Um objetivo renovado a cada doze meses.

Na Fórmula 1 é tudo isso, só que ao contrário. É um desespero ficar 3 semanas sem corrida. Sem notícias. Esperando o que vai acontecer quando o circo chegar em Spa. Também é o período que levantamos mais expectativas sobre o campeonato. Esperamos que as especulações se confirme e virem novidades! O fim-de-semana do GP da Bélgica é esse momento de concretizar tudo que havia passado no imaginário das 3 últimas semanas e curtir uma corrida na pista queridinha dos pilotos e fãs.

Em 2017, as férias da Fórmula 1 foram tudo isso, só que ao contrário.

Continue reading “Fim de férias! Obrigado!”