“Há males que vêm para o bem”

Todos, em algum momento dos nossos primeiros anos de existência, ouvimos alguma pessoa maior dizer: “Há males que vem para o bem“. Então nossa pouca experiência nos fez duvidar de que aquela afirmação tivesse alguma lógica ou fundamento que a sustentasse. Porem, conforme os anos passavam, e analisando os acontecimentos, chegamos à conclusão de que a tal frase não estava desprovida de verdade e ainda que um momento de sofrimento ou simples contrariedade nos desanime, toda ferida acaba sanando e nos faz mais fortes.

Não podemos controlar tudo aquilo que nos acontece nem saber o que o futuro nos vem preparando. Assim, a perda de algo que nos parecia ser o melhor nos deixa com uma amarga sensação de fracasso. Contudo, o tempo se encarrega de colocar tudo em seu devido lugar e ainda que momentos críticos nos colocam perante decisões difíceis, mas nos abrem os olhos à aquilo que antes nossas ilusões não nos deixavam ver. Deste modo tao irônico a vida nos ensina que há ocasiões em que aquilo que a principio nos parecia uma tragédia… termina por ser uma verdadeira benção.

Jackie Stewart se havia iniciado no automobilismo em 1962, participando em categorias menores com bastante sucesso. Naqueles anos, Ken Tyrrell, quem se havia dedicado ao negocio madeireiro depois da segunda guerra mundial e que havia ficou prendado pelo automobilismo, apos assistir uma corrida em Silverstone, tinha uma modesta equipe de formula 3. No fim de 1963, o diretor do circuito de Goodwood, impressionado pelo talento de Stewart, fala a Ken sobre aquele jovem e Tyrrell o convida para um teste. Stewart testaria o carro, um Cooper, junto a Bruce McLaren, piloto já com muita experiência.

Porem, no fim do teste, seria Stewart quem havia conseguido os melhores tempos e John Cooper, imediatamente, recomenda a Ken que contrate aquele rapaz. Dito e feito! Ken lhe oferece um contrato para competir com sua equipe em 1964 e Jackie não decepcionaria ninguém, dominando o campeonato de F3 vencendo todas as provas menos duas. Tao extraordinário rendimento não passa despercebido e a BRM logo lhe convida a formar parte de sua equipe de formula 1 para 1965, com um bom contrato de 4.000 libras anuais. O escocês não tardaria em brilhar conseguindo sua primeira vitória no GP da Itália em Monza.

Nesse mesmo ano de 1964, assistindo a uma corrida de turismos na Hungria, Ken Tyrrell fica impressionado pelo talento de um jovem piloto belga e logo lhe oferece um teste imediato em sua equipe. Aquele piloto era Jacky Ickx. Contudo, a Ickx não lhe foi possível aceitar o oferecimento pois estava prestes a se incorporar ao exército para cumprir seu serviço militar nos próximos meses.

Ken continua com sua equipe e agora, alem da formula 3, também passaria a competir na formula 2. Após cumprir com a milicia, Ickx faria o teste que havia ficado pendente e, sendo este muito satisfatório, Tyrrell convida o jovem belga a competir com eles nos campeonatos de 1966. Apesar de ainda se estar habituando aos monopostos, Ickx logo mostra uma inata velocidade. Contudo, na formula 2, Stewart era o primeiro piloto da equipe e Ickx só pilotava nessa categoria quando, por coincidência com a formula 1, Stewart não podia participar. Stewart conseguiria sua segunda vitória com a BRM no desafiador circuito de Mônaco.

Em 1967, Ickx vence o campeonato de formula 2 com Tyrrell e no GP da Alemanha de F1, em Nurburgring, onde os carros de formula 2 podiam participar junto aos formula 1, Ickx consegue o 4º lugar no grid, mantendo-se varias voltas entre os primeiros até um problema na suspensão enquanto que Stewart, terminaria 3º com seu BRM.

Ickx é logo convidado pela Cooper-Maserati para disputar os GPs da Itália e os EUA. de Fórmula 1. O belga surpreenderia com seu sexto lugar em Monza. Durante a temporada, Stewart consegue apenas dois pódios com a BRM.

Entrementes na Ferrari, Franco Lini, desde 1966, ocupava o lugar do polêmico Dragoni como diretor da equipe e mantinha uma amizade pessoal com Pasqual Ickx, pai de Jacky Ickx, que durava já muitos anos. Naquele mesmo ano de 1967, Pasqual, jornalista como Lini, se havia mudado à Itália para trabalhar como diretor de imprensa na Abarth e o contato entre ambos se intensificou.

Desde então, Lini seguia com interesse a carreira de Jacky. Em 1967, apos a morte de Lorenzo Bandini durante o GP de Mônaco, a Ferrari buscava um bom piloto para formar dupla com Chris Amon e Lini, depois da excelente corrida de Jacky em Nurburgring, fala com ele sobre a possibilidade de entrar na Ferrari. Contudo, o assunto não prosperou pois o comendador queria a Stewart em sua equipe.

Por sua parte, Stewart queria sair da BRM pois a equipe já dava sinais de estar se deteriorando. Lotus foi um possível destino para Stewart, mas ele sabia do nervosismo que a fragilidade dos carros de Chapman causava em seus mecânicos e descarta essa opção. Tyrrell, entrementes já tinha um plano para formar uma equipe de formula 1 e queria a Stewart e Ickx ao seu lado. Então, aparece a Ferrari e Stewart é convocado a se apresentar em Modena no dia 16 de agosto.

Entusiasmado com poder correr com a Ferrari e após duas entrevistas com o comendador, um aperto de maos entre ambos confirma o acordo alcançado. Antes de partir, Franco Lini lhe apresenta a Stewart um contrato firme por 20.000 libras anuais e Stewart, como sempre lhe havia dito seu pai, lhe pede a Franco Lini alguns dias para ler com calma o contrato antes de assinar. Stewart estava totalmente decidido a assinar tal contrato pois, como diria ele mesmo algum tempo depois: “A Ferrari era justamente o que eu estava procurando!“.

A conclusão desta história acontece na sexta-feira.

2 thoughts on ““Há males que vêm para o bem”

  1. Grande Manuel!

    Pois é, faço minhas as palavras do Fernando.

    E que venha a continuação.

    Abraço!

    Mauro Santana
    Curitiba-PR

  2. Manoel,

    imagino a continuação da historia … mas não sabia que Stewart esteve coim os dos pés na Ferrari …

    Fernando marques
    Niterói RJ

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *